The Nightcrawler e os abutres da imprensa

gyllenhaal-nightcrawler

Lou Bloom, interpretado por Jake Gyllenhaal (o meu querido e eterno Donnie Darko – e que perdeu cerca de 15 kg pra fazer esse novo papel), é um cara desesperado por trabalho e que encontra uma grande oportunidade em sua vida ao se deparar com um grupo de jornalistas que caçam eventos sensacionalistas na cidade. Ele resolve comprar uma câmera e se junta a esses profissionais à noite para conseguir suas melhores imagens e vendê-las pra TV local.

Embora o trailer entregue bastante da história em seus menos de três minutos (e revele uma das cenas mais perturbadoras e que rendeu ao ator uma cicatriz gigante em sua mão), o longa consegue surpreender pela atuação visceral de Jake e revela a mente doentia de um sociopata despreocupado com os valores morais da sociedade em que está inserido.

Além disso, a discussão da ética nos telejornais é colocada em pauta e se faz um assunto muito atual para os dias de hoje, em que ligamos a televisão e somos bombardeados por notícias que escorrem sangue e se vendem aos moldes de programas como o Cidade Alerta e Polícia 24 Horas.

Assim, The Nightcrawler (sim, prefiro o título original porque reflete melhor a atmosfera do filme do que O Abutre) estreia nesta quinta (18/12) e revela uma trama envolvente ao apresentar os bastidores de uma imprensa sensacionalista, focada nos números de sua audiência e descompromissada com o conteúdo, muitas vezes ofensivo, que é levado aos telespectadores. E de quebra, dá pra conhecer imaginar o que não se faz por aí em troca de um vídeo exclusivo…

Anúncios